quarta-feira, 1 de agosto de 2018

[Opinião] 'Nunca Seduzas um Escocês' de Maya Banks


Sinopse: 

'Eveline Armstrong é amada e protegida ferozmente pelo seu poderoso clã, mas é considerada "demente" por quem não pertence ao seu meio. Bonita, sobrenatural, com um olhar intenso, ela nunca falou. Ninguém, nem mesmo a sua família, sabe que ela não ouve. Eveline aprendeu sozinha a ler lábios e, feliz por viver com a sua família, nunca se importou que o mundo a visse como louca. 

Contudo, quando um casamento arranjado com um clã rival torna Graeme Montgomery seu marido, ela aceita cumprir o seu dever - sem estar preparada para os prazeres que se avizinhavam. Graeme é um guerreiro robusto com uma voz tão grave e poderosa que ela consegue ouvi-la, e umas mãos e beijos tão ternos e habilidosos que despertam as paixões mais profundas em Eveline. 

Graeme está intrigado com a sua noiva, cujos lábios silenciosos são como um fruto maduro de tentação e cujos olhos vivos e sagazes conseguem ver a sua alma. Assim que a intimidade entre ambos se aprofunda, ele descobre o segredo dela. E quando a rivalidade entre clãs ameaça a mulher que ele começara a apreciar, o guerreiro escocês moverá céu e terra para a salvar. Eveline despertou o seu coração para a melodia encantadora de um amor raro e mágico.'



Confesso que amo histórias sobre highlandrs, e esta deixou-me completamente devastada (no bom sentido) .. não só pela intensidade dos momentos como pela incapacidade da Eveline e na forma como ela lutou contra tudo e contra todos. 

Nunca tinha lido nada da autora Maya Banks, por isso foi uma estreia.. 

Eveline Montgomery devido a um acidente perdeu a audição e com esse acontecimento vê assim um escape para um casamento arranjado com um laird chamado Iam, todos gostavam dele mas ela odiava as coisas que ele lhe dizia e fazia por trás, daí após este acidente ser dada como maluca foi ouro sobre azul, como se costuma dizer.

Um dia surge um mensageiro com uma missiva do rei, a exigir a mão de Eveline para o pior inimigo do seu pai e do seu clã, o que acabou por não ser bem aceite por ninguém da sua família.


Graeme Montgomery era um homem fascinante, um bom lutador, tinha as suas próprias terras e estava em guerra desde sempre com o clã dos Montgomery, claro que ficar prometido à filha do seu maior rival não era algo que alguma vez lhe passa-se pela cabeça, mas as ordens do rei não podiam ser contestadas por nenhuma das partes. 

Logo que Eveline e Graeme se cruzaram foi digamos 'amor à primeira vista' não só porque Eveline conseguiu ouvir alguns dos sons que o Graeme fazia como também Graeme ficou fascinado com a delicadeza e beleza da jovem que iria ser sua mulher. 

Graeme nunca a culpou de nada da guerra entre o pai e ele, mas já o seu clã culpou-a e tratou-a muito mal. Nossa tive momentos em que me apeteceu entrar no livro e dar 'porrada' aquela gente toda.. credo que maus 😡

Eveline nunca se deixou abater nem ir a baixo apesar de toda a gente do clã do marido a pisar, mas no momento em que ela cedeu, eu também cedi e chorei...! Pois chorei mesmo, tive tanta pena da Eveline, e a escritora conseguiu mesmo que o leitor percebe-se o quanto a personagem estava a sofrer. 

O que me valeu foi os momentos de riso que a irmã de Graeme me proporcionou, chego mesmo a achar aquela menininha bastante destemida e a grande causadora de longas gargalhadas por parte do leitor.. bem como o final do livro que meu deus é de suster a respiração... 😬

A minha primeira experiência com Maya Banks foi bastante positiva, vou com certeza ler os restantes dela que saíram cá em Portugal, logo aconselho esta leitura a quem já for amante destes homens destemidos e fogosos chamados de Highlandrs, e para quem ainda não foi... do que estás à espera? 😉 



(Quatro estrelas e meia... muitoooo perto das 5)

Sem comentários:

Enviar um comentário